Detalhes do Trabalho

POLÍTICA DE METAS DE INFLAÇÃO: UMA ANÁLISE ECONOMÉTRICA DA EFICIÊNCIA E EFICÁCIA ATINGIDA DURANTE A ADMINISTRAÇÃO DILMA-TEMER (2015-2018)

Trabalho de Conclusão de Curso

Semestre:  2/2020
Autor: Ricardo Longen
Orientador: Daniel Rodrigo Strelow
Coordenador: Marcia Fuchter
Curso: CEC - Ciências Econômicas
Resumo: 

O Regime de Metas de Inflação foi implantado no Brasil em 1999, desde então vem mantendo a estabilidade econômica no país, com maiores ou menores graus de sucesso. O presente trabalho analisa o período compreendido entre 2015 e 2018, mandato presidencial iniciado pela presidente Dilma e concluído pelo presidente Temer após o impeachment de 2016, verificando a eficácia e a eficiência da administração em atingir as metas de inflação. Analisa-se também o período anterior a implantação do Real, iniciando pela década de 1980, os fatores econômicos e políticos que levaram a escalada da inflação, a variável de maior impacto no atingimento das metas de inflação e quais medidas foram tomadas para o retorno da inflação para o centro da meta. Para a metodologia, utiliza-se a regressão múltipla e simples para determinar a influência das variáveis sobre a inflação, assim como da SELIC sobre as demais variáveis. Os resultados mostram que o governo foi eficaz em dois dos quatro anos analisados e ineficaz em todos. A revisão histórica deixa claro o efeito destrutivo de um ciclo inflacionário extenso. As regressões mostram que a principal variável no controle da inflação é a SELIC e que a mesma foi o principal instrumento utilizado pela administração federal para o controle inflacionário. O trabalho conclui que o problema inflacionário vem do governo, mas o custo para reduzir a inflação foi imposto sobre a população, pela redução do produto e pelo aumento no desemprego.

Palavras-chave: Eficácia, Eficiência, Regime de metas de inflação
Data da Banca: 14/12/2020
Data de Públicação do Trabalho: 10/05/2021