Arquitetura e Urbanismo

Notícias

Arquitetura e Urbanismo

Data da publicação: 01/03/2018 15:13:22

Ontem(28), no Auditório do Centro Educacional Prefeito Luiz Adelar Soldatelli (Ceplas), aconteceu a apresentação dos projetos dos alunos do Curso de Arquitetura e Urbanismo que, em 2017, iniciaram os estudos para melhorias no local. 

Foram analisadas três áreas externas. "Em outubro do ano passado, através da Virada Criativa, foi trabalho a sensibilização das necessidades da escola; apresentação da metodologia Placemaking; visita de campo; criação de grupos, organização e lideranças; brainstorm; definição da proposta; desenho e apresentação final e hoje fizemos a explanação do resultado aos professores do Centro", explica a Coordenadora do Curso, Prof.ª M.ª Maristela Macedo Poleza.

O objetivo da visita de ontem, também foi mostrar o projeto e permitir que os professores dessem sugestões e opinassem a respeito. "Apresentamos oito trabalhos e os docentes do Centro sugeriram opinaram e pediram a palavra. A integração foi bem positiva e os acadêmicos apresentaram propostas encantadoras", ressalta Maristela.

Ainda, para ela, a Virada Criativa permite trabalhar a prática. "Quando os alunos saem da sala de aula e partem para a vivência em campo, aplicam toda a teoria na prática. Além do trabalho de extensão comunitária, conseguimos integrar várias fases do Curso", conta a Coordenadora.

A Professora de Educação Religiosa, Djanna Zita Fontanive, procurou a Unidavi, à época, para que a IES acolhesse a escola. "A educação de qualidade é mais do que garantir vaga na escola, transporte e alimentação. O projeto vem contribuir com a qualidade da educação, para que o ambiente se torne mais humano, seja de lazer e descanso", responde Djanna.

Djanna diz que procurou a Unidavi na intenção de pedir socorro. "Ela nos acolheu, os alunos de Arquitetura nos acolheram, se mostraram interessados e muito abertos. Sabemos que o processo é lento, mas alguém deve dar o primeiro passo, e demos", complementa.

Hoje o espaço da Escola não propicia a humanização, é preciso revitalizar. "O Ceplas recebe crianças de 14 bairros da cidade. Precisamos de cultura aqui dentro, qualificar o espaço mostra o quanto é importante inserir essas pessoas no que estamos dispostos a fazer, trazer alegria para cá", esclarece Djanna.

Para a  Coordenadora Geral do Grêmio Estudantil, Larissa Gastão de Souza, e que cursa o 9º Ano, o projeto é ótimo e ela é bastante positiva em relação a ele. "A nossa realidade não é muito boa e trazer um ar diferente para escola é ótimo. É bom para o desenvolvimento das crianças e da própria comunidade que se sentirá orgulhosa", finaliza.

Compartilhe nas Redes Sociais